Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Wicked Girls Club

- Join me -

PAD LOCK

cats.jpg

       Cá estou eu, sentada em cima da minha cama e a pensar como é que vou transcrever e materializar o que sinto. Dificil, pois raramente sinto. Quando aqui escrevo é porque estou com raiva, ou alguém me desiludiu então simplesmente mergulho no passado, transcrevo-o para aqui e sigo em frente, sem olhar para trás...Bem, não é bem assim...Tenho de admitir que volto a olhar para os meus textos e todos os seus erros após algum tempo. Como agora.

       O amor é uma coisa engraçada, não é? Quem leu os meus textos já se apercebeu e sabe que só estive apaixonada uma vez na minha vida. Sim, uma única vez e acabou mal, bom, acabou mal para mim. É estranho amar alguém que deixa de sentir aquilo que sentia no inicio, ou secalhar nunca sentiu de todo. Confundir paixão e tesão com amor é algo muito comum hoje em dia. Believe me, i know. A minha última experiencia é a prova real disso. A típica história de "eu consigo muda-lo..." ou "desta vez ele acenta comigo..." ou "ele não vai voltar a querer outra", que ilusão, nós seres humanos realmente temos uma grande capacidade de nos tornarmos cegos no que toca aos sentimentos. Na verdade eu nunca me apaixonei por esse mesmo rapaz, ele sabe disso, ou pelo menos espero que saiba, claro que sim, criei um sentimento por ele, comecei a baixar a guarda e a gostar da pessoa que ele era para os outros, porque acreditem ou não uma pessoa que trai e não respeita as mulheres nas relações amorosas é capaz de ser um ser humano maravilhoso e ele é a prova disso. Não me arrependo do que fiz. De todo. Tenho até saudades daquilo que fui com ele, do dinheiro gasto em lingerie só para o agradar e para o fazer ver que não precisava de mais ninguém, e durante algum tempo consegui, até ser sincera com ele e dizer o que estava a sentir. A verdade é que nenhum dos dois sabia como agir. Ambos estavamos a tentar negar algo que desde inicio não ia dar em nada. A certo ponto acredito que ele tenha sentido algo, por minimo que seja, e daí ter fugido, tal como eu fiz tanta vez, tentando ignorar o facto de que estava a crescer algo em mim...E agora que olho para trás o que estava a crescer em mim era a tesão, a paixão. Não vou negar ele é e foi o rapaz mais atraente com quem estive até hoje, sim, era tudo aquilo que eu desejava...Mas o desejo, a luxuria é um pecado, e ele foi o meu. Ele não era a pessoa ideal para mim. Nem eu a pessoa ideal para ele.

       Nem sei se algum dia serei a pessoa "ideal" para alguém, confesso que sinto que já tenha sido, pelo menos duas vezes na minha vida. Ambos acabaram despedaçados, mas por mais mau que isto soe, não me sinto mal por lhes ter partido o coração, eu sei que o que disse e fiz foi algo que eles guardaram em si mesmos para se tornarem mais fortes e não tão inocentes no que toca ao amor. 

       Como já disse, o único rapaz que amei magoou-me, mais do que qualquer outra pessoa, e embora tenha sido há cerca de 4/5 anos, ainda dói. Mas não, já não sinto nada por ele, mas c'mon é o primeiro amor... Para além disso, a queda provocada por ele fez-me perceber que nunca poderemos saber, não na realidade, não genuínamente o que a outra pessoa quer, o que a outra pessoa precisa e sente. Daí o amor ser algo tão complicado. As pessoas, por mais que se abram ou dêem de si a outra numa relação, deixam sempre algo solto, algo que fica guardado nelas mesmas e isso é o que complica o amor. As pessoas terem segredos, terem as suas vidas. Isto vai way back na história da humanidade para ser mais precisa. Reparem, nós somos individuos, vivemos em comunidade sim, mas todos temos os nossos habitos e rotinas, os nossos dirty secrets...É impossível conseguir exteriorizar tudo isso, perante outro individuo, sabe-se lá o que poderá pensar, ou melhor, nunca se saberá se nos está a julgar ou não. As pessoas conseguem ser "macacas" como eu costumo dizer...Passo a explicar: até onde vão para conquistar alguém que realmente desejam? Até onde vão arrastar mentiras para proteger alguém que tão alegadamente amam? Até onde vão por quererem foder alguém tão desesperadamente? O problema é esse, não há limites, se há algo que aprendi com a minha ultima experiencia é: não há limites. O ser humano é capaz de tudo, de manipular os sentimentos de alguém, daí eu nunca ter baixado a guarda com esse tal rapaz porque já sabia exactamente o que ele queria, desde inicio, e desde inicio eu sabia que jamais resultaria. O meu problema é esse, ler bem as pessoas. Isso acaba por me estragar tudo o que tenho. Quem me dera voltar a ser inocente, e não olhar para alguém e ver os podres desse alguém, estapados na cara ou num sorriso ou num simples olhar. Talvez seja porque eu também tenho a minha quota parte de podres que realmente me deixam alerta para o que os outros possam ou poderão ser. 

       Quem me conhece sabe o quanto prezo a minha propria companhia. E muitas vezes me perguntam porque é que estou sozinha, porque é que não tenho alguém...Porque eu quero. Porque eu não quero ter alguém no meu espaço, quer dizer, quero, mas quero que respeite aquilo que sou e aquilo que preciso e sem dúvida que ninguém até hoje, sem ser o meu primeiro amor, entendeu isso. Foi ele que me ensinou o que é "precisar de espaço". Agora percebo e não o julgo, ele sempre teve razão. Eu com o passar do tempo vou-me apercebendo disso. Talvez porque também tenha tido uma muito má experiencia com um dos meus ex, que me deixou querer ficar completamente sozinha no mundo, porque com ele não tinha espaço, ele era o meu espaço, ele estava constantemente no meu espaço e quando não estava queria estar e fazia de tudo para estar. Agora conseguem perceber o porquê de precisar de estar sozinha? I mean, claro que quero alguém. Eu sempre disse que queria viver a minha vida sozinha e com imensos cães e gatos, ter amigos mas cada um a viver a sua vida, mas a cada dia que passa, não sei se por carência, se pela necessidade enorme que o fucking ser humano tem em precisar de ter outro ser humano, estou a começar a querer alguém e isso deixa-me irritada. A verdade é que posso aparentar ser fria e heartless bitch, e não é só aparencia, eu sou assim, mas com pessoas simples, que simplesmente não me interessam e que sei exactamente aquilo que pretendem: foder-me até se fartarem, até chegar o dia em que me dão ghost e partem para outra; mas consigo ser a pessoa mais querida deste cosmos, essa é a minha verdadeira essencia, sim, eu sou assim, mas não o mostro a toda a gente e por mais palavras que escreva e tente exteriorizar, nunca ninguém vai ver esse lado de mim a não ser que eu mesma queira. Porque palavras são só isso...Palavras. 

       Por isso, por favor se têm a intenção, por minima que seja de me tentarem levar numa conversa de romance fairytail style, desistam, não vou ceder. O que vai acontecer é que vão levar com o meu silêncio e total desprezo, desistam. Não tentem abrir portas que estão fechadas com cadeados, inumeros cadeados, cadeados esses que não têm chave suplente, a única chave sou eu e eu não me deixo encontrar assim tão facilmente.